ENERGIA RUIM PREJUDICA GERAÇÃO DE EMPREGOS NO OESTE DA BAHIA

13 de abr de 2018

Na sessão da última quarta feira, o vereador Eurico Queiroz fez uma explanação chamando os demais vereadores para unirem forças e, juntamente com a sociedade e órgãos competentes, analisarem o novo código tributário de Barreiras. “Esse é um assunto que interessa a toda sociedade. Quanto mais chegarmos dentro da realidade do empresariado, comerciantes e moradores, mais possibilidades o município terá de gerar emprego e renda para todos”, disse o vereador. A sessão foi marcada pela Tribuna Popular e trouxe um dado revelador sobre a falta de incentivos para que novas empresas se instalem na região, o agricultor João Carlos Jacobsen, que representou a ABAPA – Associação Baiana dos Produtores de Algodão, disse que um dos grandes empecilho para que indústrias de ponta se instalem em Barreiras é a qualidade da energia. “O grupo Vicunha fez estudos para implantar uma indústria de tecelagem em Barreiras, mas que a qualidade da energia da região não é suficiente para sustentar uma empresa de grande porte”, disse Jacobsen. Também no plenário da Câmara, o vereador Eurico Queiroz parabenizou os agricultores do Oeste por darem destino certo para as embalagens de agrotóxicos. Ele se disse preocupado, pois o número de desempregados em todo o país é muito alto, e que se industrias de grande porte se instalassem aqui, milhares de empregos seriam gerados. “O grande gargalo da economia hoje é a falta de emprego. O nosso papel vai alem de legislar, desta forma, vamos unir forças com os empresários, agricultores e o povo para cobrarmos dos órgãos competentes condições para que as grandes empresas de tecelagem se instalem no Oeste. A região produz em grande escala, o que não justifica a falta de emprego. Vamos cobrar dos responsáveis uma melhoria na qualidade da energia que é oferecida, esse será o primeiro e decisivo passo para proporcionar ao Oeste da Bahia a abertura de novas oportunidades para o povo”, afirmou o vereador.

  • Compartilhe:

Publicidade