SUSPEITOS DE ENVOLVIMENTO EM ASSSASSINATO DE AGRICULTOR, DONO DE CONCESSIONÁRIA E EX-CANDIDATO A PREFEITO FICAM PRESOS POR 30 DIAS

22 de jul de 2021

 

Barreiras: Dono de concessionária e ex-candidato ficam presos por 30 dias

Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Operação Bandeirantes prendeu dois PMs – um da Rondesp e outro da Peto 83 – além de dois empresários. Os policiais são lotados em Barreiras e devem ser encaminhados para a cadeia da Corregedoria da Polícia Militar em Salvador. Conforme apuração do Bahia Notícias, os dois empresários são um proprietário de uma revendedora de veículos de Barreiras, e o outro já foi candidato a prefeito em Santa Rita de Cássia.

Os cinco tiveram os mandados de prisão efetuados nesta quarta-feira (21) acusados de envolvimento no assassinato do empresário Paulo Grendene, ocorrido no dia 12 de junho passado.

A suspeita é que o crime tenha relação com grilagem de terra – posse fraudulenta de propriedades com base em documentos falsos. Há ainda uma hipótese de que o homicídio esteja associado à Operação Faroeste, que investiga venda de sentenças por membros do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Os detidos devem ficar presos por 30 dias, podendo permanecer encarcerados por mais 30. Além dos mandados de prisão foram cumpridos outros 11 de busca e apreensão em Barreiras, Santa Rita de Cássia e Formosa do Rio Preto.

A Operação foi desencadeada pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin) e contou com uma força-tarefa que envolveu a Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança do Estado (SSP-BA), Corregedoria Geral da SSP-BA, Coordenação de Operações Especiais (COE), Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), entre outros.

 

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade