BAHIA FARM SHOW: OZIEL OLIVEIRA REBATE CRÍTICAS SOBRE DESMATAMENTO NA REGIÃO: ”PRODUZIMOS COM RESPONSABILIDADE”

06 de jun de 2018

Bahia Farm Show, que acontece desde o dia 5 de junho e segue até o dia 9 deste mês, já traz bons frutos para o município de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste baiano. A 14ª edição da feira é tida como mais uma oportunidade para produtores e agricultores, já que o evento é a maior vitrine do agronegócio do Norte e Nordeste do Brasil e hoje está entre as três maiores do país em volume de negócios. Dela fazem parte as maiores empresas de máquinas, implementos, insumos, aviação e serviços. “A Farm Show nasceu grande e ela traz a opotunidade para vários agricultores, empresários e, ela hoje já tem várias proposições de negócios. Estamos aqui vendo uma movimentação grande  dos produtores e também da parte principal, que é a intenção da feira, que é trazer os fóruns de discussão de novas tecnologias e novas proposições para o agricultor e interagir com o Governo do Estado e o Governo Federal sobre as políticas públicas voltadas para o agronegócio”, comemora o prefeito de Luís Eduardo, Oziel Oliveira (PDT).

Além disso, o prefeito ressaltou a importância dos painéis, que servem como instrumento de interação dos pequenos proutores, além do debate com parlamentares de todo o país. “A Bahia Farm traz esta oportunidade de poder discutir com os deputados. Não são somente os negócios, é também a transferência da tecnologia e trazer para dentro os estudantes, os técnicos, a universidade, pesquisadores, Embrapa. Isso aqui é a univerdade aberta que é feita para todos os nossos produtores”, afirmou.

Questionado sobre as críticas que o município recebe sobre a ação de desmatamentos e falta da água para irrigação, Oziel rebateu e afirmou que “como gestor público e produtor rural posso dizer, com certeza, que muitas vezes o cidadão, o homem que vive na cidade, não entende esta complexidade que é fazer agricultura. E nós trabalhamos aqui com alta responsabilidade. Até porque, as propriedades nossas têm reservas de mais de 20% e elas são de patrimônio nosso, nós compramos nossas áreas para fazer reserva particular, respeitando a lei. E também no uso da água há também o respeito imenso e seguimos rigorosamente a lei para que isso seja feito”.

“Até porque o investimento na irrigação e eu também sou irrigante, nós aportamos grande parte de financiamentos para que eles sejam um projeto altamente sustentável. E o principal insumo é a água. A gente cumpre a lei. Pessoas que não estão interagindo aqui no Oeste falam coisas que não são verdadeiras. Nós temos mais de 42% de reservas ambientais para um município deste tamanho de mata, seja de cerrado, preservado, por reservas particulares. O campo está muito cuidado. Muitas vezes, o problema ambiental está na cidade. Produzimos com muita responsabilidade”, afirmou.

Com relação as demandas e reivindicações que surgiram da assembleia inntinerante realizada na terça-feira (5), data da abertura da feira, o prefeito ressalta que “uma das questões que também afeta quase todos os dias são as questões cartorárias e também na assistência, que precisamos ter uma plataforma pronta para atender a pequena agricultura”.

Na edição 2017, a Bahia Farm Show atingiu a marca histórica de R$ 1,531 bilhão em volume de negócios, assumindo a segunda posição de vendas por visitantes no Brasil em eventos de agronegócio.

 

 

Via: BNews

 

  • Compartilhe:

Publicidade