”AJUDARIA MUITO SE AUGUSTO HELENO NOMINASSE OS CHANTAGEADORES”, AFIRMA OTTO ALENCAR

02 de mar de 2020

O líder do PSD no Senado, Otto Alencar, disse que a votação do veto 52, em que os congressistas decidirão se tomam do Executivo o controle de R$ 30,1 bilhões em emendas neste ano de eleições municipais, a ser realizada amanhã, será “imprevisível”.

“Ajudaria muito se Augusto Heleno nominasse os chantageadores”, disse Otto. Para um veto ser rejeitado, é preciso o voto da maioria absoluta dos parlamentares de cada uma das Casas (41 votos no Senado e 257 votos na Câmara).

 

O Antagonista

  • Compartilhe:

Publicidade