AIBA, ABAPA E FUNDAÇÃO BAHIA LEVAM MAIS INFORMAÇÕES AOS VISITANTES DO SUPER DIA DA AGROSSUL

20 de fev de 2018

As três principais entidades representativas do agronegócio baiano participaram, no último sábado (17), com um estande institucional, do “Super Dia Agrosul/John Deere”, em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. Pelo terceiro ano consecutivo, a Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e a Fundação Bahia marcam presença no evento, distribuindo informações e orientando os agricultores.

O intuito é reforçar, junto ao público, o desenvolvimento de programas e projetos que vêm proporcionando maior produtividade no campo, além de apresentar as ações nas áreas social e ambiental na região, a exemplo da revitalização de nascentes de rios, recuperação de estradas vicinais e apoio a entidades sociais por meio de um fundo criado pelos produtores, o Fundesis.

O presidente da Aiba, Celestino Zanella, fez questão de ir ao evento. Ele vê como positivo o crescimento do “Super Dia da Agrosul”, que leva os agricultores para um dia de interação e descontração. “Além de encontrar novidades e facilidades na compra de máquinas, é um dia que nós agricultores podemos trocar experiências do que estamos fazendo no campo, principalmente no que diz respeito ao combate a pragas como ferrugem que começam a querer atacar as nossas lavouras. Temos que continuar vigilantes neste momento”, reforça.

Os mascotes da Bahia Farm Show 2018 – E-milho, FeiJoão e Dão – fizeram a alegria dos filhos dos agricultores ao representar réplicas de culturas agrícolas presentes na região e divulgaram a maior feira agrícola do norte e nordeste do Brasil, que será realizada entre os dias 29 de maio a 02 de junho, em Luís Eduardo Magalhães.

Ao parabenizar a organização do evento, o vice-presidente da Abapa, Paulo Mizote, acredita que estes momentos garantem maior união do setor do agronegócio e da boa relação entre os agricultores, Agrosul/John Deere, empresas químicas, instituições financeiras e entidades de classe; que levam máquinas de última geração, produtos e serviços que são fundamentais para o bom resultado no campo. “Como podemos ver no ‘Super Dia’, a produção de grãos movimenta toda uma cadeia agrícola que gera emprego, renda e desenvolvimento principalmente para as cidades”, garante. No estande da Aiba, Abapa e Fundação Bahia, também tiveram destaques as ações dos programas fitossanitários da soja e do algodão que vem trabalhando com o monitoramento e apoio técnico aos agricultores para a prevenção e combate a pragas como a ferrugem, nematoides e bicudo do algodoeiro.

Ao chegar à oitava edição do “Super Dia”, o sócio-diretor da Agrosul/John Deere, Olmiro Flores, explica que o evento vem se consolidando a cada ano, sendo uma importante oportunidade para aproximar os clientes da marca com atendimento personalizado e oferta de novos e usados, com destaque ao atendimento pós venda. “Trouxemos uma programação que vai além da compra e venda de produtos e serviços oferecendo palestra, atrações e atividades de convivência para toda a família do agricultor. É um momento de descontração e de relacionamento com o agricultor, para que ele possa conferir e se informar com calma e tranqüilidade sobre o maquinário e as linhas de financiamento apoiando na melhor tomada de decisão”, explica ele, ao agradecer a participação da Aiba, Abapa e Fundação Bahia, que ajudam a aproximar ainda mais os produtores do evento.

Além de vídeos institucionais com o balanço das atividades, as instituições expuseram, no estande institucional, o novo Anuário Agropecuário, que traz informações consolidadas da última safra – 2016/2017; o livro “A Cadeia do Algodão Brasileiro”, que relata os desafios e estratégias da cotonicultura brasileira; e Cartilha Ambiental com orientação sobre o meio ambiente. A presidente da Fundação Bahia, Zirlene Pinheiro, acredita que estes momentos são fundamentais para que as instituições estejam ainda mais próximas dos agricultores. “São os eventos e dias de campo, a exemplo da Passarela da Soja e do Milho, que será realizada no dia 3 de março, que podemos evidenciar os investimentos e os resultados em pesquisa e tecnologia para garantir mais produtividade com culturas adaptadas e na prevenção de combate a doenças e pragas”, afirma.

 

  • Compartilhe:

Publicidade