AGENDA ARMAMENTISTA DE BOLSONARO DESAGRADA PARTE DA BANCADA DE TEMER

30 de out de 2018

Parte do chamado Centrão vê com um certo grau de desconfiança o projeto de aprovai ainda em 2018 algumas das propostas

© REUTERS

 

O plano de ter uma agenda armamentista do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já está causando polêmica nos partidos que estão na base do governo de Michel Temer, e que podem continuar a atuar em 2019.

Parte do chamado Centrão vê com um certo grau de desconfiança o projeto de aprovação ainda em 2018 algumas das propostas que poderiam facilitar a compra e o porte de armas, segundo a coluna Painel, do jornal “Folha de S. Paulo”.

A preocupação aumentou ainda mais depois que Bolsonaro disse, em entrevista à TV Record, que além de facilitar a posse de arma, queria também fazer com que fosse mais fácil ter o porte de armas de fogo.

MURAL DO OESTE / Com Notícias ao Minuto

  • Compartilhe:

Publicidade