A SUBIDA IMORTAL, POEMA DE RAIMUNDO A. CORADO EM HOMENAGEM A MEMÓRIA DO ESCRITOR DURVAL NUNES

18 de jul de 2020

A SUBIDA DE UM IMORTAL
-seus rastros permanecem em suas obras-

Tô partindo sem querer partir;
Distante, querendo aproximar;
Não tive tempo para despedir;
De apertar a mão, de abraçar;

As obras que estou deixando;
Decretam minha imortalidade;
Porém, continuarei compondo;
Para ABL, como seu confrade.

Partiu o grande ambientalista;
Vida de vitória e de conquista;
À tragédia não somos imunes.

Academia de Letras Celestial;
Recebe um escritor potencial;
Durvalino Vasconcelos Nunes.

Autor: Raimundo A. Corado
Barreiras, 17 de julho de 2020

  • Compartilhe:

Publicidade