SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE SÃO DESIDÉRIO OFERTA CAPACITAÇÃO A EDUCADORAS ALIMENTARES

06 de jul de 2018

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Entre os dias 05 e 06 de julho é realizada na Escola Municipal Presidente Castelo Branco uma formação destinada às educadoras alimentares das escolas municipais de São Desidério. A capacitação é ofertada pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Educação (SEDUC) e envolve 92 merendeiras, além de gestores, supervisores escolares e representantes do Conselho de Alimentação Escolar (CAE).

“A Secretaria de Educação realiza esse curso em dois momentos com divisão do público envolvido na formação para melhor atender, ouvir as demandas e reivindicações e também com as proposições das nutricionistas que são quem fazem todo o acompanhamento da alimentação escolar e são responsáveis pelo cumprimento do cardápio nas escolas”, declarou a secretária da SEDUC, Iléia Almeida.

Partindo do tema “Importância das boas práticas na manipulação de alimentos seguros”, o treinamento aborda acerca de conhecimentos a exemplo de contaminação de alimentos, cuidados sobre higiene pessoal, preparação de alimento, boas práticas de higiene no local de trabalho, rotulagem de alimentos embalados, acondicionamento e destino do lixo.

O curso é ministrado por nutricionistas encarregadas da alimentação escolar do município. “Esse momento é importante, pois muito depende desse trabalho para garantir uma alimentação saudável e com qualidade para nossos alunos, dentro das normas de segurança alimentar”, declarou a nutricionista Marciana Paulino. “Esse curso procura reforçar a importância do trabalho em equipe e a comunicação no ambiente da escola, e a forma correta de todo o processo de alimentação para a melhor execução do cardápio escolar”, complementou a nutricionista Mônica Amaral.

“O curso está sendo positivo porque muitas vezes temos dúvidas quanto ao cardápio e acerca de alguns alimentos da Agricultura Familiar e as nutricionistas nesse momento estão sanando nossas dúvidas”, disse a participante Márcia Teixeira, do povoado de Cabeceira Grande. “Este é também o momento para socializar conhecimentos e também dividir experiências com outras colegas, ainda mais no nosso caso que nossa escola fica tão distante da sede”, relatou a merendeira Sinvaldina Maria, de Ponte de Mateus.

“Muitas vezes nas nossas visitas às escolas, as merendeiras já solicitavam por esse momento que é muito importante, pois esta formação contribui para melhorar as práticas alimentares nas escolas”, concluiu a representante do Conselho de Alimentação Escolar, Keliane Menezes.

Texto e foto: Ana Lúcia Souza

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
  • Compartilhe:

Publicidade