PROTEÇÃO, DIVERSIDADE E ENFRENTAMENTO ÀS VIOLÊNCIAS SÃO ABORDADOS NA IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

30 de nov de 2018

 

Foi na manhã desta quinta-feira, 29, que o Auditório Dom Ricardo Weberberguer, no IFBA, sediou a abertura da IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O momento de debate promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA em parceria com a Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Assistência Social e Trabalho, tem como tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento às Violências” e seguiu durante todo o dia.

 

A abertura contou com a execução do Hino Nacional, feita pela Recicla Banda, e do Hino de Barreiras, pela Banda 26 de Maio, patrimônio cultural e imaterial do município.

A solenidade foi presidida por Karlúcia Macêdo, secretária municipal de assistência social e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, acompanhada da vice-presidente Makena Tomé, do presidente do Conselho Estadual da Juventude, Anderson Barbosa, e da representante do Sistema de Garantia de Direitos, defensora pública, Natiele Ribeiro.  O vereador Eugênio Fernandes, a secretária de educação Cátia Alencar, a chefe de gabinete Marileide Carvalho e a participante do NUCA Laura da Silva também compuseram a mesa.

 

 

“Hoje estamos aqui para construir propostas viáveis para o bem estar integral das crianças e adolescentes, sem pular etapas, deixando elas longe do caminho da violência e das drogas. Estou muito feliz como mulher e cidadã em participar de um momento tão importante no desenvolvimento das políticas públicas da infância”, disse Karlúcia Macêdo.

 

 

Segundo o presidente do Conselho Estadual da Juventude, Anderson Barbosa, o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA é um dos dispositivos que valida os direitos dos jovens e precisa ser protegido. “Nossa defesa será pautada na permanência do Estatuto da Criança e do Adolescente, que é uma conquista da sociedade brasileira, e não aceitaremos que os nossos direitos sejam atacados”, enfatizou.

Palestras, apresentações culturais e formação de grupos de trabalho compõem a metodologia do evento que escolheu as melhores propostas a serem apresentadas pelo município, na Conferência do Território da Bacia do Rio Grande. Entidades ligadas à rede de proteção social de crianças e adolescentes também puderam sugerir, discutir e participar da aprovação do regimento interno da conferência.

 

 

O evento foi finalizado, após as discussões dos eixos temáticos e eleição dos delegados que representarão o município na conferência territorial. A chefe de gabinete, Marileide Carvalho, que representou o prefeito Zito Barbosa, falou da importância do combate à violência. “É preciso fazer valer os nossos direitos e das crianças que não tem vez e voz ainda. É um dever moral e ético que a sociedade precisa cumprir dando atendimento e proteção integral às crianças e adolescentes”, acrescentou.

MURAL DO OESTE /  Com DIRCOM Barreiras

  • Compartilhe:

Publicidade