INVESTIGAÇÕES PRELIMINARES DA POLÍCIA APONTAM QUE PROVAVELMENTE MULHER NÃO TERIA SIDO ENTERRADA VIVA EM RIACHÃO DAS NEVES

17 de fev de 2018

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Investigações preliminares da Polícia Civil sobre a abertura da sepultura de ROSANGELA ALMEIDA DOS SANTOS, apontam até o momento que provavelmente a mesma não teria sido sepultada viva no cemitério do município de Riachão das Neves/BA.

FATOS:

A data e hora do falecimento foi registrada no dia 28/01/2018 às 17:50h. A causa mortis: choque séptico. Local da Morte: Hospital do Oeste em Barreiras/BA.

Rosangela foi enterrada no dia 29/01 por volta das 8:00h no cemitério Nossa Senhora Sant’Ana da cidade de Riachão das Neves/BA.

A abertura da sepultura ocorreu no dia 09/02 por volta das 18:00h e quem desenterrou foi a mãe e um primo.

DEPOIMENTOS:

O responsável da funerária da cidade que “preparou a morta” esteve presente quando da abertura da sepultura e observou após a abertura do caixão que a morta estava exatamente do mesmo jeito que foi enterrada.

No depoimento da mãe feito à polícia na tarde desta quinta-feira (15), a mesma informou, dentre outras que não viu nenhuma diferença na posição do corpo da filha quando foi enterrada e a do momento que foi desenterrada. Com poucas ou quase nenhuma diferença na posição das mãos da sua filha. Confirmou que pagou R$ 400,00 (quatrocentos reais) para aplicação de FORMOL (daí explica o porquê do corpo não se encontrava em estado de putrefação).

A mãe ainda relatou que abriu “a carneira” (gaveta da sepultura) com um primo o qual foi intimidado para depor hoje sexta-feira (16).

Também na tarde desta quinta-feira (15), foi realizada a perícia sobre a violação da sepultura onde o Delegado Dr. Arnaldo Monte – Delegado de Polícia Titular da Delegacia de Riachão das Neves, aguarda o laudo pericial que deve confirmar o fato da violação da sepultura.

“As investigações continuam e somente após a oitiva de mais pessoas envolvidas nesse episódio é que poderemos chegar a uma conclusão definitiva” – afirmou Dr. Arnaldo Monte.

“Vou solicitar a Secretaria Municipal de Saúde um laudo e um acompanhamento psicológico sobre o ‘Estado Psicológico’ dessa mãe que está sofrendo muito com tudo isso” – complementou Dr. Arnaldo.

Fonte: Arnaldo Monte – Delegado de Polícia Titular da Delegacia de Riachão das Neves/BA.Via:

Blog Braga

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
  • Compartilhe:

Publicidade