HOMENS DEVEM SER LIVRES PARA ABORDAR MULHERES, DIZ CATHERINE DENEUVE

09 de jan de 2018

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A atriz francesa Catherine Deneuve é uma das mais de cem mulheres que assinam uma carta se manifestando contra o que o texto chama de “denuncismo” de assédios sexuais pós-Harvey Weinstein.O manifesto, publicado no jornal francês “Le Monde”, afirma que homens devem ser “livres para abordar” mulheres.

O texto é assinado por escritoras, atrizes e acadêmicas francesas e afirma que a “caça às bruxas” ameaça a liberdade sexual.

Em um dos trechos, a carta afirma que o estupro é crime, mas que “seduzir alguém, ainda que de forma insistente”, não é.Entre as signatárias estão Catherine Millet, autora do livro “A Vida Sexual de Catherine M.”.

O manifesto prega que as mulheres deveriam se unir contra outro oponente, os “inimigos da liberdade sexual”, como extremistas religiosos e reacionários. O jornal britânico “The Guardian”, que também noticiou o manifesto, lembra que Deneuve criticou os métodos das militantes do movimento #MeToo, de oposição à onda de assédios.

“É excessivo”, disse a atriz de 74 anos, intérprete de filmes como “A Bela da Tarde” (1967), de Luis Buñuel.A publicação do manifesto ocorre dois dias depois da cerimônia do Globo de Ouro, que foi tomada por protestos contra a onda de assédios: atrizes se vestiram de preto e a apresentadora Oprah Winfrey, homenageada da noite, fez um discurso contra o machismo.

Desde outubro do ano passado, após reportagens do “New York Times” e da “New Yorker”, nomes poderosos da indústria foram acusados de cometer estupros e assédios contra várias mulheres. Entre eles estão o produtor Harvey Weinstein, o ator Kevin Spacey e, mais recentemente, o ator James Franco.

Com informações da Folhapress.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
  • Compartilhe:

Publicidade