FIM DO TRATAMENTO ORTODÔNTICO: VOCÊ ESTÁ SEGUINDO TUDO CORRETAMENTE?

10 de abr de 2018

Usar aparelho ortodôntico é uma realidade para diversas pessoas, das mais diferentes idades. É a conhecida fase do sorriso metálico. E também a fase de cuidados especiais que o acessório demanda do paciente para que a sua saúde bucal esteja em dia. Até que chega o momento de dar adeus ao tratamento e ir ao dentista para retirar o aparelho. Mas, será que acabou mesmo? Saiba mais sobre quando é realmente o fim desse procedimento odontológico. O Sorrisologia conversou com o dentista Diogo Piacentini Engel para entender melhor sobre essa etapa.

QUANDO É O FIM DO TRATAMENTO ORTODÔNTICO?

Para muitos pacientes, cada um dos dias com o aparelho ortodôntico só faz aumentar a ansiedade para tirá-lo. No entanto, o final do tratamento ortodôntico não é um sinônimo para a retirada do aparelho em si. “Para finalizar o tratamento devemos buscar alguns parâmetros corretos de estética, oclusão e função do aparelho mastigatório, levando em conta não somente os dentes, mas também a face do paciente”, explica Diogo.

Isso significa que após tirar o aparelho ortodôntico é iniciada a fase pós-tratamento, denominada contenção. “Essa fase é de suma importância para que os dentes se mantenham estáveis e sem grandes alterações”, define ele. Cada paciente terá o seu período necessário para atingir o resultado desejado, dado o encaminhamento e gravidade do problema de cada caso. “Alguns necessitam de uma contenção por um período maior, e outros nem tanto”, comenta o profissional.

APÓS O FIM DO TRATAMENTO ORTODÔNTICO, O QUE DEVE SER FEITO?

Com o aparelho removido, o dentista irá pedir um exame radiográfico para avaliar o sorriso. Assim, será possível verificar a necessidade ou não de outros tratamentos, como para cáries e problemas periodontais. Dessa maneira o profissional também poderá ver se o planejamento foi realmente alcançado. “Essa avaliação é importante porque a estabilidade depende do correto posicionamento dos dentes ao final do tratamento”, ressalta o dentista.

QUAIS FATORES PODEM LEVAR O PACIENTE A VOLTAR A USAR O APARELHO ORTODÔNTICO?

Muitos não sabem, mas existem casos em que o paciente pode precisar passar pelo tratamento ortodôntico novamente. “O principal fator é o erro no planejamento do ortodontista, seguido pela falta de colaboração do paciente em usar as contenções”, esclarece Diogo. Vale ressaltar que o comportamento do indivíduo conta muito, em especial para seguir as orientações, assim o tratamento ocorre corretamente sem a necessidade de refazê-lo.

 

Via: Sorrisologia

  • Compartilhe:

Publicidade