FASB SEDIA ETAPA OESTE DO CAMPEONATO BAIANO ADULTO DE BASQUETE

30 de out de 2018

O ginásio de esportes da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) foi palco da etapa regional Oeste do Campeonato Baiano Adulto de Basquetebol. A realização da competição em solo oestino foi viabilizada em função do curso de Formação Técnica de Arbitragem Esportiva, promovido pela Diretoria de Esportes de Barreiras, com a participação de 200 profissionais de educação física, recreadores e desportistas de diversas modalidades. Quatro equipes participaram dos jogos na FASB: Barreiras, Bom Jesus da Lapa, São Desidério e o campeão Luís Eduardo Magalhães, que vai enfrentar times de outras regiões do estado na próxima fase.

 

“Os alunos do curso de Educação Física da FASB puderam ter uma vivência prática dos jogos, fazendo anotações e apontamentos. Foi muito importante a realização desse torneio aqui, para evidenciar a região a valorizar o esporte. Assim podemos fazer com que as pessoas, tanto os praticantes como aqueles que são espectadores, possam acompanhar presencialmente, não só por meio da internet e da televisão”, opinou o professor Frederico Euler, que ministra a disciplina de basquete, no curso.

 

Atletas e diretores acreditam que o basquete possa se fortalecer regionalmente. “Um evento como esse, com tantas equipes da região, não acontece há aproximadamente dez anos. Vejo esta iniciativa como uma porta que se abre para que o basquete, regional e baiano, possa subir alguns degraus, atraindo mais praticantes e formando ligas e campeonatos. Com mais oportunidades – jogos e competições – os jovens vão conhecendo o esporte e se interessando por esta modalidade”, disse o representante da equipe de São Desidério, Jonatha de Sá.

 

Iniciativas, na região, em prol do desenvolvimento do esporte amador, têm sido debatidas atualmente.  “Com muita luta junto à Federação Baiana conseguimos trazer essa etapa para o Oeste.  Ao meu ver, a o grande objetivo desse evento ser realizado aqui em Barreiras é o fomento do basquete. Com a realização dessa e de outras competições podemos fazer com que o basquete volte a ser potência, como era um tempo atrás. Vejo que há alguns projetos, tanto em Barreiras quanto em Luís Eduardo Magalhães que estão formando jovens atletas de várias modalidades, então, é só uma questão de tempo e investimento do poder público para a gente chegar ao objetivo”, comentou Cleiton Silvério, da equipe de Luís Eduardo Magalhães.

MURAL DO OESTE / Com Araticum Comunicação

  • Compartilhe:

Publicidade