BARREIRAS: MULHER CONFESSA TER MATADO, ESQUARTEJADO E QUEIMADO A FILHA RECÉM-NASCIDA

27 de set de 2018

Uma jovem de 24 anos confessou ter matado sua filha recém-nascida em Barreiras, no oeste do estado. A princípio, a polícia registrou o caso, que ocorreu em maio desse ano, como desaparecimento, no entanto a mulher passou a ser investigada.

Durante depoimento realizado na quinta-feira (20), ela contou que, ao chegar da maternidade, enrolou a criança em um lençol, a trancou em um armário e saiu de casa, retornando apenas três dias depois.

De acordo com o delegado do caso, José Romero, a jovem também relatou que, após constatar que a bebê estava morta, esquartejou e queimou a criança, jogando partes dela no vaso sanitário.

Segundo informações da polícia, na época, a jovem foi diagnosticada com depressão pós parto. Depois de prestar depoimento, ela foi para Goiás, onde mora com a família e faz tratamento psicológico. A cidade onde ela mora e a sua identidade foram mantidas em sigilo.

De acordo com o G1, a família desconfiou do desaparecimento, mas a mulher afirmou que tinha dado o bebê para um desconhecido. Os parentes registraram um boletim de ocorrência, denunciando que ela teria doado a criança de forma ilegal.

 

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade