ABAPA PARTICIPA DE FEIRA DE CIÊNCIAS DEDICADA À CULTURA DO ALGODÃO NO DISTRITO DE RODA VELHA, EM SÃO DESIDÉRIO

22 de nov de 2018

Na última sexta-feira (16), os técnicos da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) participaram de uma feira de ciências dedicada à cultura do algodão promovida pelos estudantes do Colégio Maria Edith, no distrito de Roda Velha, em São Desidério. Para demonstrar todo o processo de plantio, colheita e beneficiamento do algodão, foi construída uma sala específica que reforçou aos participantes a importância da cotonicultura para o desenvolvimento socioeconômico do oeste da Bahia.

 

Ao agradecer a participação da Abapa no evento, o diretor do Colégio Maria Edith Rhoden, Jonas Fantin, enfatizou a importância da entidade no suporte à informação para o desenvolvimento da temática sobre o algodão durante a Feira. “Houve a participação dos estudantes e familiares que acreditam na importância da agricultura para o desenvolvimento econômico e social do distrito da Roda Velha e de toda a região”, afirma.  Durante a ação, os profissionais da Abapa estiveram no local e demonstraram a importância da cotonicultura para a Bahia, que é o segundo maior produtor de fibra do Brasil.

 

Na oportunidade, o gerente do Centro de Análise de Fibras da Abapa, Sérgio Brentano, foi até a escola e mostrou as etapas e onde os profissionais do mercado podem estar envolvidos. “Temos, por exemplo, mão de obra que vem atestando a qualidade do algodão, a exemplo do laboratório, e nas indústrias algodoeiras, onde é separado o caroço da pluma antes de serem comercializados para o mercado interno e externo”, explica. Já Elvis Rodrigues, do Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, pilar social e de capacitação da Abapa, falou sobre as atividades, infraestrutura e funcionamento dos cursos que vem aperfeiçoando a mão de obra que contribui com o avanço e sucesso da produção de algodão.

 

Para o diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, esta aproximação da entidade com os mais diversos setores da sociedade tem sido fundamental para o desenvolvimento da cotonicultura do estado. “Por meio dos seus projetos institucionais para incentivar a produção de algodão, estamos levando também mais conhecimento e divulgação sobre a importância da cadeia produtiva do algodão para gerar mais emprego, renda e qualidade de vida para quem também vive nas cidades”, afirma. Para saber mais sobre as ações desenvolvidas pela Abapa para promover o desenvolvimento da cotonicultura baiana, acesse o site: www.abapa.com.br

MURAL DO OESTE / Com Assessoria de Imprensa Abapa

  • Compartilhe:

Publicidade